quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Vancouver - Trip Tips



Na Costa Oeste do Canadá, a multicultural Vancouver conjuga praias e montanhas em uma bela paisagem

Quer desfrutar de praias e montanhas numa única cidade e ainda correr o risco de encontrar um "famoso" pela rua? Vá para Vancouver, a cidade de maior prestígio da Costa Oeste canadense, motivo de orgulho para seus habitantes e visitantes. No verão, dias com mais de 15 horas de sol; no inverno, dezenas de pistas para a prática de esportes na neve. Somados ao agito e ao multiculturalismo próprios de uma megalópole, formam um "pacote", no mínimo, singular.

Nada mal começar pelos parques, como o famosíssimo Stanley Park, um dos melhores do mundo com restaurantes, esqui, totens e locais para cerimônias.

Se o passeio for feito no inverno, vale a pena ir a Whistler-Blackcomb Resort ou a Cypress Mountain. O famoso Whistler fica a 126 km da cidade e a 1.250 metros de altitude e funciona também à noite. Outra alternativa é aproximar-se da natureza em uma visita de teleférico a Grouse Mountain. A visão da cidade é simplesmente espetacular. No mesmo acesso fica a Capilano Suspension Bridge, uma atração ímpar: imagine caminhar entre árvores centenárias por meio de uma ponte suspensa de 150 metros de extensão a 75 metros de altura.

A visita de escuna ou hidroavião à ilha de Victoria, capital da província de British Columbia (BC), onde fica Vancouver, é passagem obrigatória. Repleto de locais históricos, o centro da cidade conta com ruas e construções da época como podem ser encontradas em Gastown, distrito que preserva a Vancouver de 1867, quando foi fundada.

O roteiro básico de compras começa no centro da cidade, no Pan Pacific Shopping, passa por Chinatown e vai ao Metrotown, localizado em Burnaby, a 20 minutos de metrô. Se o turista tiver visto para entrar nos Estados Unidos e quiser dar uma esticadinha, pode ir até Seattle. No caminho, dois outlets das melhores marcas têm preços de fazer rir.

A simpatia dos habitantes, que lembra a receptividade brasileira, é um reforço a mais no convite a visitar as praias. Entre as badaladas estão a de English Bay e Kitsilano Beach, está última com entrada gratuita, que abrigam eventos e muita gente praticando esporte. As mais tranqüilas são Jericho Beach e Spanish Banks, com extensas áreas para piquenique, ciclovia e esportes. E há ainda uma de nudismo, para quem tiver disposição de descer e depois subir uma escadaria de 370 degraus, a Wreck Beach.

No mundo das artes, além de escolas, galerias, exposições, feiras, teatro e salas de cinema, o turista pode ter a sorte de encontrar alguma celebridade atuando em um set ao passear pela cidade. Com o mesmo fuso horário de Los Angeles, Vancouver é palco de cerca de 10% da produção hollywoodiana, entre filmes e séries feitas para a TV e, por isso, é chamada de Hollywood North.

Assim como os sotaques que se ouvem pelas ruas (sul-asiáticos, europeus, escandinavos e americanos), a rica gastronomia é também diversa e encontra expressões tradicionais acessíveis em mercados como o Granville e em bons restaurantes e cafés na Robson St., Davie St. e Denman St.

Visitar as praias de bicicleta, ir ao Mercado Municipal de Granville, encontrar pessoas do mundo inteiro visitando o porto mais movimentado do Canadá e os bairros étnicos como Chinatown, Little Italy, entre outros, são maneiras de aproveitar o sol do verão que nasce às 7h e vai embora perto das 22h em Vancouver. Algo imperdível para um bom brasileiro.

GRUPO DE DISCUSSÃO

Vancouver
Conhece a cidade? O que você recomenda?

NO UOL

Folha Turismo
Vancouver ostenta natureza por ar e mar

Viaje Aqui
Na Costa Oeste canadense, eis uma cidade do bem-viver

Viagem e Turismo
Parques verdinhos e ruas só para ciclistas fazem de Vancouver a cidade mais legal do Canadá

INFORMAÇÕES E SERVIÇO

Site do país - www.canada.gc.ca

Site da cidade - www.city.vancouver.bc.ca

Site de turismo do país - www.canada.travel/selectCountry.html

Site de turismo da cidade - www.tourismvancouver.com

Idioma - O Canadá tem duas línguas oficiais: o inglês e o francês. Na província de British Columbia predomina o inglês. As demais línguas mais faladas são punjabi, alemão, italiano, francês, filipino e espanhol.

Fuso horário - 5 horas a menos em relação a Brasília

DDI - 1

Código de acesso da cidade - 604

Telefone de emergência - 911 (polícia, bombeiros e ambulâncias)

Embaixada brasileira em Vancouver - O Consulado do Brasil em Vancouver tem jurisdição sobre as províncias de British Columbia, Alberta, Saskatchewan, Yukon e Northwest Territories. Entre vários serviços, o Consulado oferece emissão de passaportes para brasileiros e vistos de entrada no Brasil para canadenses. Funciona de seg. a sex., das 9h30 às 14h. Park Place, 666 Burrard Street, 20th Floor, Suite 2020, Vancouver B.C. V6C 2X, tel. (604) 696-5311 consbrasvancouver@gmail.com

Bebidas alcoólicas - Na Colúmbia Britânica, província em que está Vancouver, menores de 19 anos não podem entrar em danceterias que servem bebidas alcoólicas.

Informações turísticas - Há em Vancouver dois centros de informações aos visitantes. Um deles fica na Vancouver Art Gallery Plaza, localizada na Robson Street, e o outro no 200 Burrard Street.

Moeda - Dólar canadense
Os centavos em Vancouver tem nomes variados:
$0,01 - penny
$0,05 - nickel
$0,10 - dime
$0,25 - quarter
$1,00 - loonie
$2,00 - toonie

Valor de troca - 1 dólar canadense = 0,94 dólares americanos = 1,59 reais

Câmbio - Recomenda-se ter a moeda local à mão ao desembarcar no país, mas os bancos canadenses autorizados, casas de câmbio, ou escritórios de corretores de câmbio também fazem a troca. O dólar americano é aceito em alguns hotéis e na maioria dos estabelecimentos comerciais e restaurantes visitados por turistas. Pode acontecer do estabelecimento cobrar uma taxa de 10%, diferente da publicada por instituições financeiras. Mas dificilmente você ficará na mão se tiver um cartão de crédito internacional. Eles são aceitos por toda a parte.

Gorjetas - É padrão dar gorjetas de 15% do valor gasto nos restaurantes.

Telefone - Estão à venda em todos os cantos (lojas de conveniência, entre outros) cartões para fazer ligações telefônicas. Eles custam 5, 10 ou 20 dólares. O cartão de 10 dólares, por exemplo, permite conversar em média duas horas com o Brasil.

Correio - Há muitos correios no centro da cidade. O principal fica aberto das 8h30 às 17h30 e está localizado no 349 West Georgia Street. Outros ficam abertos até mais tarde, como o Canadian Greetings que fica no 1014 Robson Street.

Internet - É muito fácil encontrar Internet na cidade. Além da biblioteca pública, localizada no 350 West Georgia Street, que oferece acesso gratuito, dois outros lugares que oferecem o serviço são o Vancouver Business Plus‎ (360 Robson, tel. 604 685-0877) e o Nicola Internet Cafe‎ (1565 Robson Street, tel. 604 408-1559‎).

Segurança - Vancouver é uma cidade segura inclusive para caminhadas, especialmente nos locais mais freqüentados por turistas. O departamento turístico da cidade recomenda, no entanto, que os visitantes tomem as precauções costumeiras como em qualquer grande cidade.

Vacinas - Não são necessárias.

Voltagem e tomadas - 110 volts.

UOL VIAGEM

2 comentários:

Cau disse...

Pelas fotos lindas que a gente tem visto de lá, dá até pra passar umas férias né? =))

Beijo e inté a independência.

PS: Se quiser carona viu? \o/

Lá e Dá disse...

Muito bom seu post! Pretendemos morar em Vancouver e algumas informções
foram de grande valia.