quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O que fazer?

Nos últimos dias tenho recebido vários e-mails de pessoas interessadas em imigrar para o Canadá, com as mais diversas dúvidas. Fora isso tenho conversado com alguns amigos meus sobre o assunto. Vários estão considerando a possibilidade de imigrar. Meu namorado diz que eu tenho um plano maligno de trazer todos os meus amigos para o Canadá.
Mas bem, dentre as mais variadas dúvidas sobre o processo, sobre o estilo de vida, custos, etc, acho que a maior dúvida que povoa a mente dos candidatos à imigração é: Será que eu vou conseguir me dar bem? (profissionalmente falando).
Nos meus meses de esperiência aqui eu posso afirmar uma coisa com certeza: Só depende de você!

Alguns fatores são preponderantes. O primeiro acho que é a profissão. CLARO que um administrador ou um - não FAÇO IDÈIA de como se chama um profissional de T.I, mas quando eu brincava com a minha irmã eu chamava de - Computeiro vão ter muito mais facilidade de entrar no mercado de trabalho do que um dentista, psicólogo, médico, engenheiro, etc. O segundo fator é a lingua. Dominar a lingua é importante. Ninguém consegue um bom emprego se não conseguir se comunicar, se expresar. O terceiro fator, creio eu, é a experiência. Dizem por aí que a tal da experiência canadense é essencial e tal. Bem, o emprego que eu consegui - tanto o primeiro emprego, quanto o emprego que consegui na minha área - veio apenas com a experiência que eu tinha no Brasil.
Uma coisa que fez muita diferença, no meu caso, foi o fato de eu estar cursando uma faculdade canadense. Na área de T.I não faz muita diferença, mas na minha área fez. Foi a diferença entre nunca ter sido chamada para uma entrevista de emprego na área de comunicação e fazer 4 entrevistas na mesma semana e sair com um emprego.


Outra coisa importante é ter um Resume apresentável e saber que, aqui no Canadá, se faz um resume e uma cover letter para cada vaga que você aplica. Isso pode fazer toda a diferença. Fazer buscas de empregos e aplicar para vagas nos bancos de empregos como Jobboom, Workopolis, Monster, etc é muito interessante, mas não é suficiente. Fazer uma lista das empresas que te interessam - o Google está aí pra isso - e aplicar diretamente no site das empresas, ou ir pessoalmente entregar os resumes também pode ser uma boa estratégia.

Emprego tem. Aos montes. E nas mais diversas áreas. E não é impossível de conseguir. Conheço muitas pessoas que estão trabalhando na sua área e construindo uma vida muito legal aqui. Conheço não estão trabalhando nas suas áreas por que estão aqui faz pouco tempo, ou por que estão em áreas que precisam de validação de diploma... e aí se leva tempo e dinheiro mesmo até chegar lá. Por outro lado conheço pessoas que estão aqui há um ano, dois anos e continuam em survival jobs, que ainda não falam inglês... tem gente que não se programa, que não corre atrás. Não é fácil, mas não é impossível. As coisas acontecem aqui sim, mas você tem que ir atrás! Nada aqui cai do céu! Mas as oportunidades existem!

4 comentários:

Rêver du Québec disse...

Oi Ro, estava com saudades dos seus posts...quase nunca deixo comentário, mas sempre acompanho. Esse post foi uma tremenda injeção de ânimo pra mim, tenho que agradecer!! Estava super temerosa, por que o marido e eu combinamos que vou me ocupar apenas das crias e da casa quando estivermos por ai, eu morria de medo de não conseguirmos manter a casa, as crias e o padrão que temos (nem é grande coisa, mas é estável, nos da segurança), tive medo de que ele não conseguisse um emprego legal e tals, enfim, medo do desconhecido.
Temos amigos por ai, alguns que trabalharam com ele aqui no Brasil e sempre dizem que ele só vai ficar sem trabalho se quiser, ele é de TI e o curriculo dele é muito bom, está terminando mestrado...enfim, seu post foi muito encorajador pra essa covardona aqui, muito obrigada!!!
Bjks.

П. Пachado Vanègue disse...

O negocio é querer mesmo, não apenas fazer hipoteses!

=)

E realmente, o que mais ajuda nessa área de comunicação é fazer uni na própria terra. Eu que nem sabia pegar numa câmera , tou desenrolando. Faço freela, já que tenho um bebe pra cuidar e estou na aréa que amo.

Igor (Projeto Canada 2012) disse...

Acho que no seu caso e da eng. é o melhor a se fazer mesmo!
Sou da área de TI mas devo fazer Eng. por la.
Tudo de bom!

chicorel disse...

Olá...acabei de encontrar seu blog! E se você pudesse me ajudar eu agradeço! Sou casado, tenho um filho de 4 anos e estamos pensando em ir para o Canadá, processo pelo Quebec. Como é a área de comunicação por ai? Qual a sua impressão e o que vc me recomendaria aprimorar (além do idioma) para "me dar bem" por ai? Trabalho com Marketing aqui no Brasil. Obrigado!