sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Crise, mandarim e curso de francês

Salut!!

Pois é... complementando o post anterior e os comentários... lembrei que tinha lido em um livro de Isabel Allende e depois confirmei com a minha professora de mandarim (quando eu estudava mandarim)que os caracteres usados para escrever a palavra CRISE em chinês são PERIGO + OPORTUNIDADE. Não que eu esteja passando por uma crise... longe disso... mas descrevendo essas situações chatonildas do post anterior lembrei disso. O lance é aproveitar as oportunidades de crescimento que toda crise trás e se fortalecer, erguer a cabeça e seguir em frente!!

Bem... terminado totalmente o assunto dos chatonildos e brochantes de plantão... vocês têm noção de que estou com um mês de curso de francês e a nossa professora além de já ter mandado a gente fazer uma redação, (que por sinal saiu hilária, sabe tipo redação de alfabetização? "Meu nome é fulana. Eu moro em tal lugar com meus pais, irmãs e uma cadelinha" hahahahaha) ela agora inventou que a gente tem que apresentar um seminarinho EM FRANCÊS sobre um país de lingua francesa!! Fala séeeeeeeeeeeeeerio!!! tô me achando o máximo hauhauahuauaha amei essa história... não preciso neeeeeeem dizer que vou falar sobre o Canadá, né??? rsrsrsrsrsrs Só quero ver a loucura!! Bem, na redação eu fiquei com um
Trés Bien!!! Vamos ver minhas skills na arte do blábláblá!!!

À Bientôt!!!

4 comentários:

Alexandra disse...

Oi Rossana,

O curso de francês do SENAC ai de Recife realmente é muito bom! Quando eu fiz, nós tivemos um trabalhinho de fim de curso muito interessante. O professor sorteou um monumento de Paris para cada grupo de 2-3 pessoas e nós tivemos que montar uma exposição sobre o monumento em questão e dar uma de guias turistico do monumento. Ele emprestou material que ele tinha trazido da França, nós pegamos coisas na internet, fizemos copias de quadros dos museus... O meu monumento foi o Musee D'Orsay. Bom, a exposição foi pública! Ele mandou convites para o consulado francês, fez camisetas (a exposição se chamava Paris Viens Chez Nous), e não é que os franceses vieram? Todo mundo que parava no nosso quiosque tinha que ser guiado pelo nosso monumento em frances!! Foi o máximo! bem legal mesmo...

O nome do professor era Paulo, não sei se ele ainda anda por aí...

João Ricardo disse...

Olha, se servir de consolo, os professores de francês da Unicamp também exigem "seminário" no primeiro semestre de aula. Deve existir uma alguma cartilha pra professores de francês com todas as técnicas deles.

Minha professora de japonês vive pedindo redação, e sempre sai essas coisas toscas também. Seria melhor se ela desse um tema diferente a cada vez em vez de sempre ser uma redação "sobre vocês". :P

Jorge disse...

Oi Rossana ... só respondendo com um delay ... não teve foto do encontro não, vc acredita? ngm lembrou de levar camera ... mas vai ter um em setembro ... a gente se conhece lá.

bjo
jorge

Maira disse...

Que bom que está gostando do curso de Francês. Eu estou ansiosa para começar. :)