terça-feira, 16 de outubro de 2007

Além do óbvio e ululante que pulula na minha mente...

Pois é... mesmo com a minha promessa de não tocar mais no assunto CANADÁ com qualquer pessoa, agora é tarde... já está muito disseminado essa história. Até por que é uma paixão antiga. Acho que a maioria das pessoas não acredita realmente que eu vá. Isso sem contar com as pessoas que eu conheci por causa desse sonho de imigrar. Essas não!! Nos conhecemos pouco. Por e-mail, msn, as vezes só pelo blog!! Mas o incentivo é quase sempre uma regra!! Afinal, compartilhamos do mesmo sonho, e como disse a Soraya: "não há concorrência". Mas já o pessoal da família... alguns conhecidos... minha mãe tá que não pode nem ouvir falar no Canadá. Odeia a idéia de eu morar longe. Meu pai nem vai nem vem... apoio mesmo só tenho da minha irmã do meio. A mais nova (beeem mais nova) acho que nem pensa sobre isso . O resto... bem, o resto trata de colocar areia sempre que pode. Mas eu não ligo, como já falei em outro post. Ou melhor, ligo (se não ligasse não estaria escrevendo sobre isso), mas esse tipo de comportamento não me faz mudar de idéia ou perder a coragem. Ao contrário, me dá mais e mais energia.
Outro dia estava conversando com um amigo meu no msn (é como se fosse um irmão). A criatura está morando no Oiapoque, vejam só!! E ele veio me perguntar se esse lance de CANADA era pra valer. Não sei por que. Não toquei no assunto, não falo sobre isso com ele há séculos... enfim... respondi apenas que sim!! Daí ele veio com essa: Tu não pensas em tentar tua vida por aqui mesmo não? Em outra cidade? ¬¬
Ora, ora... então o que é que eu tenho feito até pouco tempo? Tá certo que do ano passado pra cá eu deixei de tentar a vida aqui e passei a focalizar a minha vida na ida para o Canada ( o que as vezes me preocupa, pois se não der certo e eu não conseguir o visto eu não tenho um plano B ainda. Mas depois eu penso que não tem por que não dar certo!!). E aí me aparecem umas assombrações e me perguntam: mas por que tu queres sair do Brasil? Por que essa invenção de ir pro Canada!?
Ai meu papagaio!! Respiro fundo, conto até 100 (por que 10 é pouco) e como me prometi que não falo mais nesse assunto, digo que "por que sim".
E então eu penso... qual é o problema dessa gente? O que esse povo tem contra eu me mandar daqui? E ficam com aquelas desculpas esfarrapadas tipo "você vai sentir falta do clima, do calor humano, das praias, do sol, da sua cultura". E eu digo que se acham isso, tudo bem. Cada um pensa o que quer!! Mas sabe do que realmente eu vou sentir falta? Nem eu sei!! Eu sei do que não vou sentir. E sabem o que é pior? É viver em um lugar onde sinto falta de um MONTE de coisas. De coisas que eu nunca tive e ainda assim eu sinto falta, como andar na rua às TRÊS HORAS DA TARDE e não ser assaltada!!!
E vou te contar!! Se me perguntarem por que o Canada, eu não vou saber explicar com exatidão. Possivelmente por que é um país aberto à imigração. Talvez por que eu tenho chances reais de ser aceita no processo de imigração. Talvez, somado a tudo isso, esteja a paixão que eu sinto por esse lugar desde que eu tive lá há 12 anos e que nunca passou e que eu não sei explicar.
Mas eu posso explicar com toda certeza do mundo por que eu quero sair do Brasil!!!
Primeiro quero deixar bem claro que eu não sou uma pessoa normal. Ou melhor, comum! Eu não tenho esse apego à minha terra natal. Nem se fosse o melhor país do mundo eu teria. Acho que patriotismo só serve pra gerar guerra e confusão. Eu acho que o país da gente é aquele onde a gente se sente bem, onde a gente se sente em casa. Seja onde você nasceu ou onde você mora. Se a ou b são felizes aqui, ótimo!! Estou feliz por elas!! Mas eu não me sinto bem aqui!! Eu não me sinto completa, nem em casa. Pode ser que eu chegue no Canada e me sinta do mesmo jeito. Pode ser que eu quebre a cara!! Mas pode ser que eu encontre lá um lugar onde eu me sinta em casa (estou falando em ralação ao país, à cultura e não à minha casa, lugar onde eu habito com a minha família!! Sacou?). Não é por que eu nasci aqui que eu tenho que gostar de futebol, Carnaval, frevo, praia dia de sábado e cerveja gelada e tantas outras coisas sobre as quais eu poderia passar dias falando, e que eu não gosto e que me incomodam aqui.
Mas tem uma coisa que me incomoda mais!
Sexta a noite eu estava com a minha irmã no carro e um amigo meu. Estávamos indo buscar um outro amigo. Paro no sinal, e não sei por que, me distraí um pouco. Foi o tempo suficiente para um mala filho de uma égua batizada bater aos berros no vidro do carro: BORA, passa o celular!!!
Eu e minha irmã agindo em sintonia, e ao mesmo tempo contrariando TODAS as regras da boa convivência com os meliantes de plantão, cometemos uma loucura. Ela disse: Rossana, avança, avança!! E eu, antes dela terminar o segundo "avança" já tinha engatado a primeira e saído voada! A LOUCA!!!! Ele não estava armado!! Isso a gente viu!!
Mas, com perdão da palavra, PUTA QUE O PARIU!!! A coisa está tão banalizada, que os verminosos caras-de-pau não se dão ao trabalho mais nem de pegar um caquinho de vidro pô!!!
Audácia da filombeta!!! Assaltar com a mão abanando e a cara mais lavada do mundo!! É a cultura do medo, do pânico. Os vermes estão assaltando NO GRITO!!! Pode?? Outro dia uma amiga estava a pé e foi abordada por um sujeito também sem arma: "PASSA O CELULAR!!" Ela, tão louca quanto eu, ou mais ainda, tendo em vista que eu tinha a vantagem de estar de carro, disse que não passava e saiu andando. Mas a amiga que tava com ela deu o celular. Claro, essa tem juízo!! Ou não!! Vai saber!!
O fato é que, pelo menos em Recife, não tem mais essa de "cuidado com tal bairro, lá a barra é pesada" ou "depois das dez fica perigoso andar na rua". Uma cebola!! Não tem mais hora, nem lugar!! Você é assaltado, roubado, sequestrado em qualquer bairro, a qualquer hora, seja na madrugada ou em plena luz do dia!! Nãoooo!! A belezinha que vos fala foi assaltada às 3 da tarde DENTRO da SALA de AULA, no curso de francês que fiz antes do SENAC!! Preciso nem dizer que nunca mais dei as caras lá, né?? Eu não aguento isso!!! E ainda têm a pachorra de me perguntar por que eu quero sair daqui!!! Ora!! Que não entendam os meus motivos mais, digamos, teóricos, que pelo menos não ignorem os práticos!! Tá aí pra todo mundo ver!!! Só não enxerga quem não quer!!!

E agora, fazendo minhas as palavras de umas das poucas pessoas famosas que eu admiro profundamente por aqui, meu querido Chico, "Eu que não creio, peço a Deus por minha gente, que vai em frente sem nem ter com quem contar" (Tá, sei que a frase não é essa, mas eu misturei um pouco de cada estrofe pra dar o sentido que eu queria hehehe)

C'est ça mes amies!! Je suis trés fatigué!!

À bientôt

3 comentários:

Sergio e Marilena disse...

Rossana,

eu também tenho evitado falar do processo de imigração porque sempre tentam colocar areia.Minha familia também não quer nem pensar no assunto e muita gente faz cara feia quando falo a respeito.Pra minha surpresa esta semana eu contei para algumas amigas que conheçi no colégio do meu filho (mães de outros alunos) e ao invés daqueles comentários irritantes, elas foram super receptivas, quiseram saber mais a respeito, me deram o maior apoio. Dificilmente alguma delas vá se aventurar nesta jornada mas não ficaram colocando areia no meu sonho. Elas lamentaram a distância que teremos entre nós mas ficaram felizes por mim. Foi surpreendente mas muito legal.

Aqui em São Paulo a coisa tambem está terrivel. O pior é que cada vez eu sinto a violencia mais perto de mim e ainda assim as pessoas teimam em não entender porque eu quero ir embora!!!

Marilena

Maíra disse...

Adoooorei o post. Isso acontece mesmo e muitas vezes. As vezes penso que são pessoas que não tem coragem de lutar pra mudar a situação em que vivem então acham mais fácil colocar terra quando vêem alguém tentar de verdade.

A minha família já aceita. Ninguém mais reclama disso mas também não sei ao certo se acreditam mesmo. hehehe

É assim mesmo o melhor é abstrair e seguir em frente no seu sonho. ;)
Beijos.

Leonardo disse...

Me identifiquei completamente com seu post heehe

eu também me sinto um ET nesse país, detesto esse patriotismo vagabundo daqui (só é patriota na copa do mundo), e sempre tem gente tentando jogar areia na minha idéia de vazar daqui...

e cada vez que criticam eu fico mais animado tb! :)

t+!